quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

É bastante popular aquela velha lenda de que rapazes com pés grandes têm... bem, você já deve ter ouvido esse mito antes, não é mesmo? Pois, segundo Tanya Lewis, do site Live Science, embora essa suposta conexão entre pés e pênis tenha sido desmentida pela ciência, alguns estudos apontaram que parece existir ligação entre o comprimento dos dedos das mãos e algumas características presentes nos homens.
Mais precisamente, diversas pesquisas revelaram que existem curiosas relações em homens cujos dedos anelares são mais longos do que os indicadores — característica comum em bebês do sexo masculino que sofrem uma maior exposição à testosterona durante a gestação. Então, meninos, deem uma boa olhada nas próprias mãos e confiram o que os estudos apontaram:

1 – Indicador curto = carinha bonita

Conforme explicamos anteriormente, a presença de indicadores mais curtos do que anelares está relacionada com uma maior exposição à testosterona ainda no útero das mães. Pois, segundo um estudo, a quantidade desse hormônio à qual um bebê é exposto antes do nascimento pode afetar o desenvolvimento de seu rosto, tornando-o mais masculino e, consequentemente, mais atraente para o público feminino.

2 – Bom comportamento

De acordo com Tanya, uma pesquisa apontou que, por alguma razão, rapazes com dedos indicadores mais curtos do que os anelares tendem a tratar as mulheres melhor do que os que não apresentam essa mesma característica. Durante o estudo — que envolveu a participação de 78 homens e 77 mulheres —, os participantes responderam a questionários após interagir socialmente uns com os outros.
A análise das respostas revelou que os homens com uma maior diferença entre os tamanhos dos dedos — ou seja, quanto maiores eram seus anelares com respeito aos indicadores — foram os que apresentaram melhor comportamento com relação às mulheres.

3 – Boas notas

Em 2007, um estudo revelou que crianças em idade escolar com dedos indicadores mais curtos do que os anelares apresentavam melhor desempenho escolar do que a média, especialmente quando o assunto era lidar com números.
A pesquisa foi conduzida com crianças de ambos os sexos e, curiosamente, também apontou que quanto maior era essa diferença na proporção entre os dedos, melhor era o desempenho em disciplinas focadas nas ciências humanas (em vez das exatas) — mas essa peculiaridade só foi observada entre as meninas.

4 – Risco para a saúde

Segundo Tanya, um estudo realizado ao longo de 15 anos apontou que homens com dedos anelares mais longos do que os indicadores parecem ser mais propensos a devolver câncer de próstata do que os demais.
Durante a pesquisa, os cientistas avaliaram a relação entre o comprimento desses dois dedos de 1,5 mil indivíduos doentes e de 3 mil saudáveis, descobrindo que os participantes com indicadores de tamanhos semelhantes ou mais longos do que os anelares apresentavam um risco 33% menor de desenvolver a doença.

5 – Tamanho é documento

Outra descoberta interessante relacionada com essa característica é a de que os homens com dedos indicadores mais curtos do que os anelares também costumam ter pênis mais longos do que os rapazes que não apresentam essa mesma relação. Neste caso, o estudo, realizado em 2011, envolveu a participação de 144 voluntários que tiveram seus dedos e membros medidos — flácidos e esticados — enquanto se encontravam sob o efeito de anestesia.
Aliás, os pesquisadores observaram que quanto menor era o indicador com relação ao anelar, maior era o comprimento do pênis quando esticado.Confesse... você está medindo a diferença entre os seus dois dedos agora mesmo, não está?

0 comentários:

Postar um comentário

Mais lidas Todo blog