domingo, 14 de setembro de 2014

Quando falamos sobre a Holanda, é normal pensarmos nas questões mais conhecidas a respeito do país: nos imensos canteiros de tulipas, nos passeios de bicicleta e nos estabelecimentos que vendem cigarros ou outros produtos feitos à base de maconha. O Próxima Parada de hoje vai ampliar um pouco seu conhecimento a respeito desse país incrível. Venha com a gente e boa viagem!
Com uma população de quase 17 milhões de pessoas, a Holanda é um país que faz parte da União Europeia, e, por isso, quando você resolver dar uma parada no famoso Bulldog, em Amsterdã, não se esqueça de que você vai pagar por seus brownies com euro.
Situada entre a Bélgica e a Alemanha, a Holanda só está onde está graças ao povo holandês, que construiu diversas barreiras para proteger as terras da invasão do Mar do Norte, afinal estamos falando de um país com grande parte de sua área situada abaixo do nível do mar.
Graças a isso, os holandeses acabaram adotando uma expressão que diz que “Deus criou a Terra, mas os holandeses fizeram a Holanda”. Com o passar dos séculos, os holandeses tomaram medidas mais seguras, como a construção de canais, barragens, diques e tudo o que fosse necessário para manter o país em pé. Atualmente, 2,4 mil km de diques garantem a segurança da Holanda. Se não fosse por eles, 65% do país já estaria submerso.

História

Justamente pela falta de barreiras, o país tinha problemas para defender suas fronteiras e, por isso, foi alvo de ataques de romanos, tribos célticas, grupos alemães, vikings, francos, australianos e espanhóis.
Nos anos de 1500, os holandeses lutaram contra os invasores espanhóis na Guerra dos Oito Anos. Em 1568, todos os moradores da Holanda foram condenados à morte pela inquisição espanhola. Em 1648, o país se tornou parcialmente independente. A independência completa veio em 1839.
Durante a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha ocupou a Holanda por cinco anos e matou qualquer cidadão que se mostrasse resistente à presença alemã ou que tentasse ajudar os holandeses judeus.

Culturalmente falando

Uma das principais características dos holandeses é a preferência por bicicletas como meio de transporte, principalmente em Amsterdã, Roterdã e Utrecht. Só para você ter ideia, há três vezes mais bicicletas do que carros na Holanda. Incrível, não é? Além disso, o país inteiro é repleto de ciclovias, onde a passagem de pedestres é proibida. Um cidadão holandês pedala, em média, 2,5 km por dia e 900 km por ano.
Além da paixão pela bicicleta, há outra coisa da qual os holandeses sentem orgulho: o café que produzem. Depois dos escandinavos, os holandeses são os maiores consumidores de café do planeta, ingerindo no mínimo 140 litros da bebida por ano, o que dá uma média de 3,2 xícaras por dia!
Quando o assunto é a culinária, um prato bastante tradicional e que faz muito sucesso é uma receita feita com peixe, cebola crua e picles. Os holandeses consomem 12 milhões de quilos dessa receita todos os anos. Além disso, o queijo holandês foi eleito, em 2012, como o melhor do mundo. Vale provar!
Não deixe de experimentar também o stroopwafel, que é uma das delícias da culinária holandesa. Trata-se de uma espécie de tortilha doce com recheio de caramelo. É de dar água na boca!
E se você é do tipo que gosta de museus, saiba que há aproximadamente mil museus no país. O maior acervo de obras de Van Vogh está lá, inclusive. Isso sem falar em museus muito mais específicos, como o Museu do Sexo, em Amsterdã.
Sabe aqueles sapatinhos de madeira? Pois é. Eles são populares há pelo menos 700 anos e, no início, eram utilizados por fazendeiros, pescadores, operários, artesãos e outros trabalhadores, com a intenção de proteger os pés de possíveis ferimentos e também de mantê-los secos.

Governo

A Holanda é uma república com uma monarquia constitucional, que está em vigor desde o século XVI. Atualmente, quem ocupa a posição de Rei é Guilherme Alexandre, que recebeu o trono da mãe, a Rainha Beatriz, em abril de 2013.
O parlamento holandês tem duas casas, sendo que a Câmara dos Deputados conta com 150 membros e o Senado tem 15 representantes, que são eleitos por conselheiros locais a cada quatro anos. O rei, ou quem o estiver representando, escolhe os ministros que farão parte do gabinete.

Holandeses famosos

O pintor pós-impressionista Van Gogh nasceu na Holanda. Autor de obras famosas como “Os Girassóis” e “Noite Estrelada”, Van Gogh produziu mais de 2 mil peças em apenas dez anos de trabalho, sendo que seus quadros mais populares são os produzidos nos dois últimos anos. Além de Van Gogh, Rembrandt também era holandês e representa muito para a história do país.
A música eletrônica também é um dos fortes da Holanda, e você provavelmente já deve ter ouvido falar de DJs como Armin, Tiësto e Afrojack.

Maconha

O fato de a maconha ser legalizada na Holanda não significa que é possível plantar, vender ou até mesmo possuir a droga. A legalização foi uma medida adotada pelo governo para autorizar que a droga fosse vendida em alguns estabelecimentos autorizados e em quantidade apenas para consumo imediato. Você não vai conseguir sair de um coffeeshop com 1 kg de maconha, por exemplo.
Os cafés não podem vender mais do que cinco gramas de maconha por pessoa por dia. Detalhe: a fiscalização nesses estabelecimentos é rigorosa. Menores de 18 anos não só não podem comprar a droga como são barrados na entrada desses lugares.
A legalização foi promovida com base em algumas preocupações: diminuir a demanda por drogas, acabar com a venda ilegal e, consequentemente, com os riscos de saúde aos usuários, que passaram a consumir um produto de qualidade. O número de usuários não é maior do que em qualquer outro país. Em compensação, o número de mortes relacionadas ao consumo de drogas é o menor da Europa.

Prostituição

A prostituição é legalizada na Holanda, e há regiões centrais em Amsterdã bastante famosas por esse motivo. As garotas nas vitrines da região do Red Light District atraem turistas e muitos curiosos de todas as partes do mundo.

Curiosidades

  • Os holandeses são considerados as pessoas mais altas do mundo, sendo que os homens têm em média 1,82 m e as mulheres, 1,70 m. Pesquisadores acreditam que isso tem a ver com a dieta saudável e bons cuidados médicos;
  • A Holanda produz bilhões de tulipas por ano, mais do que qualquer outro país, mas a origem da flor, na verdade, é turca;
  •  O casamento civil igualitário é legalizado na Holanda desde 2001, garantindo os mesmos direitos já previstos a casais heterossexuais, inclusive no que diz respeito às políticas de adoção;
  • Sabe o buraquinho do centro de um CD? Pois era desse tamanho a menor moeda da Europa, que correspondia a 10 centavos holandeses. A moeda, logicamente, foi abolida quando o país passou a usar o Euro;
  • Um relatório de 2013 listou a Holanda como o 9º país mais feliz do mundo;
  • A Holanda tem mais bicicletas do que habitantes;
  • A Holanda é um país achatado. Só para você ter ideia, a montanha mais alta de lá tem 322,7 metros de altura;
  • 86% dos holandeses falam inglês como segunda língua;
  • O país é o maior exportador de cerveja do mundo, sendo que em 2001 esse valor chegou a 1,3 bilhão de litros – metade foi para os EUA;
  • 70% do bacon consumido no mundo vem da Holanda;
  • O aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, fica a 4,5 m abaixo do nível do mar;
  • A maioria dos túmulos da Holanda são desativados depois de 20 anos de uso porque não há espaço suficiente para sepulturas no país;
  • A cervejaria Heineken, a terceira maior do mundo, é holandesa;
  • A Holanda é o país europeu com maior densidade populacional, tendo 487 habitantes por km ²;
  • A Holanda é a capital mundial dos moinhos de vento, com mais de mil deles em condições normais de funcionamento;
  • Os holandeses têm o costume de usar capas de chuva em vez de guarda-chuva, principalmente para poderem pedalar.

0 comentários:

Postar um comentário

Mais lidas Todo blog